domingo, 6 de maio de 2007

Ausência...

Tão doce quanto sua presença
è a suave dor que sinto
quando meus olhos não te alcançam,
e apenas conto com meus devaneios
para te ter ao meu lado,
ao alcance de minha mão...

As vezes penso estar ouvindo suas palavras frescas,
sussurando ao meu ouvido,
como se quizesse gelar minha alma,
e suspender meu respirar....
mas são apenas loucuras de uma mente
entregue a devaneios soturnos,
e viagens alucinantes na rotina de um dia frio...

As vezes,
apenas as vezes,
Tenho medo...
Um medo indiscritivel,
quando paro para pensar no que sinto,
e temo que talvez não te ame
tanto quanto
amo sua ausência...

Um comentário:

Isabela disse...

Te ver...
Tocar sua face..., sem palavras
Apenas o momento.