segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

AMOR


Não é imaturidade.
É amor.
Um sentimento que a maioria dos homens subestima.
Mas poucos são capazes de compreender ou sentir.
Não é momento.
Não é fase.
Não vai passar.
É amor.
Amor fraterno, platônico, seja qual for.
É Amor, é sincero, é duradouro.
Crescer com você é a maior prova de que ele existe.
Você me fortalece.
Me faz querer viver.
Não é comum.
É quase doentio.
Mas é meu e de mais ninguém.

- EllenKrol

6 comentários:

Anônimo disse...

O amor !!! Belo titulo dava para escrever paginas..e páginas teses ....sobre estas 4 palavras pequenas mas grandes ...embora hoje estão a ser pequenas ....são trocadas por outras...anexas...adjectivos....mas isso não importa ...importa é o que Eu Sinto.... por ti ....acima de td o q vem do fundo do coração...isso é o k importa ....Luis

Disturbed Angel disse...

O amor... Tão difícil de ser entendido e ao mesmo tempo não muito difícil de ser sentido.
Realmente quando se ama, não se esquece, apenas quando tem um fim, para-se de pensar... Mas um ponto final mesmo, acho que não tem como colocar.

isa disse...

Maravilhoso...
Amar - amor - ausência - platônica...

Ramon Mulin disse...

Profundo poema! Gosto muito dessa forma de amar em linhas! Pena que não consigo colocá-las em palavras tão belas, realmente um dom interessante,.

Disturbed Angel disse...

Olá! Tenho selos pra você no meu blog...
Um abraço,
Laura.

Andressa M. disse...

Nossa, acho que nunca vi alguém falar de amor de uma maneira tão bela como você. Está realmente de parabéns.
O amor... ninguem entende, todos sentem, poucos aceitam e todos desejam, certo?
Beijão