sábado, 15 de agosto de 2009

The Sins Of Thy Beloved - discografia


Esta banda norueguesa foi formada em novembro de 1996 por Stig Johansen, Glenn Morten e Arild Christensen. Pouco tempo depois, entraram Ola Aarrestad, Anita Auglend e Ingfrid Stensland, para completarem a formação.

No início, chamava-se Purgatory, mas por ser um nome comum e até mesmo haver outras bandas com tal nome, adotaram The Sins of Thy Beloved em seu primeiro trabalho, o MCD All Alone. O nome The Sins of Thy Beloved tem origem na imaginação dos integrantes; é fictício e escolhido justamente pelas palavras do inglês arcaico.

A banda caracteriza-se pelo seu som Doom/Gothic Metal. Por isso, muitas vezes comparada ao Tristania. A viagem das sonoridades entre os timbres líricos de Anita Auglend e o vocal agressivo de Glenn, na medida certa para o estilo, descreve a atmosfera que é criada pelo grupo usando a consistência dos temas que falam de amor, ódio, traição e morte.

No começo de 1997, a banda entra em estúdio para gravar algumas músicas demo. A partir desse ensaio, o TSOTB escolheu três faixas para gravar All Alone. Ainda em 1997, mais precisamente em setembro, o tecladista Anders Thue entra na banda.

Em janeiro de 1998 a música Silent Pain é gravada. Desta vez com o acréscimo do violino afiado de Pete Johansen, que tocou em várias outras bandas como, The Tramps e Tristania. Sua presença intensifica a atmosfera dark da banda. A música é distribuída para várias gravadoras, entre elas a Napalm Records, que fecha contrato em março do mesmo ano.

Em agosto, o The Sins of Thy Beloved inicia no Sound Suite Studio, a gravação de seu primeiro trabalho, intitulado Lake Of Sorrow.

Este nome reflete o clima romântico das composições. As canções All Alone e Worthy of You do trabalho anterior, sofrem uma releitura e os arranjos são aprimorados. Destaque para a faixa de introdução My Love, considerado um épico-gótico, e a bela balada Until The Dark, onde o violino de Pete chora, numa das mais dramáticas atuações.

No final de agosto de 1999, o TSOTB participa de uma coletânea juntamente com Lacrimosa, The Gathering, Nightwish, Within Temptation, Dreams of Sanity, Lacuna Coil, entre outros. No mês de setembro, iniciam-se as gravações do segundo álbum: Perpetual Desolation. Em outubro é produzido um vídeo de 45 minutos, que traz três músicas ao vivo (gravadas em Oberwart, na Áustria), além de um clipe e uma entrevista com o tecladista Anders Thue. No dia 3 de dezembro a banda faz uma apresentação em Zürich.

O lançamento do álbum Perpetual Desolation foi várias vezes adiado pela Napalm Records. Apesar das gravações terem durado aproximadamente dois meses, o disco chegou às lojas apenas em março de 2000, numa tiragem de 10 mil cópias. O álbum com qualidade de gravação e ótimas composições, rapidamente se destaca no cenário Metal. Perpetual Desolation é composto por ótimas canções, como Forever, com seu violino introdutório seguido de vocais rasgados e femininos, e Pandemonium, que mostra toda a qualidade da vocalista Anita ao lado de arranjos de teclado muito bem elaborados. Ainda nesse trabalho, a música Thing That Should Not Be (Metallica), é regravada.

Em abril de 2000 é lançado um vídeo de uma hora de duração, gravado ao vivo na Polônia. No dia 11 de julho, o TSOTB se apresenta no Lowlands Festival, na Irlanda, já com a nova turnê do último álbum. Em janeiro do ano seguinte, participa de mais uma coletânea intitulada With Us or Against Us (Volume IV), com a faixa World of Day. Neste álbum lançado pela Napalm, ainda encontra-se bandas como Darkwell, Trail of Tears, Dargaard, entre outras. No mesmo mês, a vocalista Anita Auglend deixa a banda alegando estar cansada das viagens e não haver tempo livre. Em seu lugar é convidada Hege-Marie Aanby (Stavanger). Porém, ela não se adapta e deixa a banda três meses depois. No final de junho, Anders Thue também deixa o TSOTB por não poder conciliar os estudos e carreira musical. Assim, a banda é obrigada a cancelar sua agenda e dedicar-se exclusivamente ao novo álbum.

Em março de 2002, o TSOTB se apresenta no Jæren Musikkfestival. A ex-vocalista Anita Auglend participa como convidada.

O The Sins Of Thy Beloved definitivamente deixa de ser considerada cópia de outras bandas e aos poucos conquista seu espaço no cenário atual. Com méritos resgata a essência Doom fortificando esse gênero cada vez mais disseminado.

Discografia

EPS
Silent Pain (1997) DOWNLOAD
All Alone (1997) DOWNLOAD

Álbuns
Lake of Sorrow (1998) DOWNLOAD
Perpetual Desolation (2000) DOWNLOAD

Álbuns ao vivo
Live (2001)

VHS
Perpetual Desolation Live (2001)

4 comentários:

William Saborido disse...

Na minha opinião, muito melhor que Tristania e uma das pouquíssimas bandas que se pode chamar de "metal gótico"!

Will disse...

Melhor que a Tristania atual...eu diria!

Franck e Diane disse...

concordo, melhor que tristania atual, pois quando vibeke stene, estava na banda, sem palavras para descrever.

Franck e Diane disse...

Concordo, melhor que tristania atual pois quando a Vibeke, ainda estava na banda, nossa...sem palavras para descrever...